Maternar e Paternar

Yoga na gestação: por que praticar?

É comum que em determinada fase da gestação, as mães encontrem alguns problemas como dores na região lombar ou ansiedade pela grande expectativa para conhecer o seu bebê. Sabia que existem algumas práticas que podem te ajudar nesse período?

Por desenvolver o foco e a concentração, a yoga é um dos exercícios mais indicados para mulheres na gestação. A prática possibilita que você fique mais conectado ao próprio corpo, gerando tranquilidade e bem-estar para a mãe e o bebê. Para aproveitar todos os benefícios de forma saudável, existem algumas dicas e restrições que você deve ficar atenta. Conversamos com uma instrutora da área e reunimos elas para você.

Começando o Yoga na gestação

De acordo com a Fernanda Rengel, se você nunca se aventurou no universo da Yoga, o ideal é começar a partir da 12ª semana de gestação. Depois desse período, a prática pode ser realizada em qualquer momento da gravidez, inclusive nas últimas semanas.

Lembramos que é importante que você procure uma professora especializada, garantindo mais conforto e segurança no exercício, a partir de aulas que foram desenvolvidas especificamente para você.

A prática pode diminuir consideravelmente as dores na costas no decorrer da gestação, uma vez que fortalece a musculatura da região lombar. Além disso, os benefícios vão para além desse período, já que é comum que mulheres relatem melhoras na sua postura que se estendem também para as semanas pós-gestação.

Além de fortalecer a região lombar, a Yoga também pode ser sua melhor amiga no momento do parto. A prática auxilia no fortalecimento dos músculos da região pélvica, e também aumenta a flexibilidade dos quadris, facilitando nos movimentos do parto.

Foto: Fernanda Rengel

Por desenvolver a concentração, é comum que o exercício melhore a conexão com o seu corpo e também ajude a entender as mudanças que estão acontecendo no período. Muitas mães relatam que durante a prática, o bebê costuma se movimentar mais, devido ao relaxamento do corpo e a liberação de endorfina, criando uma conexão maior entre os dois.

Para garantir uma prática saudável, existem algumas restrições quanto às posições que você pode treinar durante a gestação. Sempre evite as posturas que podem pressionar a região abdominal, como as que você precisa ficar com a barriga para baixo. Além disso, posições que exigem ficar com o corpo invertido também devem ser evitadas.

Quer se aventurar no universo da Yoga? Preparamos um vídeo especial junto com a Fernanda Rengel com algumas posições que você pode praticar na gestação.

Você também pode encontrar mais dicas sobre a prática no instagram da Fernanda, @ferengelyoga

COMPARTILHAR

conteúdo por

Post anterior
Como fazer o ajuste ideal das fraldas ecológicas?
Próximo post
Conheça melhor a Fralda AIO

Leia também

Menu