Dicas práticas: viagens, rotina escolar e mais

Como com diversos assuntos dentro da maternidade e paternidade, com as fraldas ecológicas nós também vamos desenvolvendo nossos próprios métodos com o tempo e com a prática. Ouvir o relato de outras famílias ajuda muito na hora de colocarmos a mão na massa, não é mesmo? Nesse post, trouxemos dicas práticas para o dia a dia com as fraldas ecológicas como nas viagens, na rotina escolar, para tirar manchas da fraldas e muito mais!

Foto: @duasmamaesdotheo

“É possível usar fralda ecológica enquanto o bebê vai para a creche?”

Essa é uma dúvida muito comum das famílias fraldeiras, pois depende da aceitação da escola, do profissional que vai ligar com a fralda e da própria família. Nós estamos aqui para dizer que é possível sim e mais fácil do que parece!

A Elisa Manfrim, mãe do André e da Melina, mostrou para as professoras que a troca com a fralda ecológica dá o mesmo “trabalho” que o da troca com a fralda descartável. A grande diferença é que a fralda ecológica deve ser enviada para a casa do bebê dentro de uma sacola impermeável ao final do dia:

“Quando comecei a usar fraldas de pano, pensei que teria resistência por parte da escola que meu filho frequentaria. Mas foi só mostrar para as cuidadoras que a utilização era muito parecida com a de uma descartável, e logo utilizar fraldas de pano também na escola virou rotina. Eu já mandava as fraldas montadas e assim ficava fácil fazer as trocas. Mandava seis por dia e algumas descartáveis caso precisasse. Elas mandavam as sujas num saquinho.”

Enviar a fralda já pronta para a escola é uma forma de facilitar o momento para que não seja mais difícil para o cuidador que não está habituado com o mundo dos bumbuns de pano e não leve mais tempo que o necessário.

A Elisa Manfrim também conta que fazia a limpeza prévia das fraldas no final do dia e juntava fraldas de dois dias para lavar todas de uma só vez.

Nesse post do nosso blog, nós separamos muitas dicas de Como lidar com as fraldas ecológicas durante a rotina escolar, tanto para os pais quanto para os cuidadores.

Foto: @duasmamaesdotheo

Dica prática de como viajar levando somente fralda ecológica

É super possível levar somente fraldas ecológicas durante uma viagem!

Se a viagem for curta, as fraldas podem ser armazenadas na sacola impermeável e lavadas em casa ao retornar. Lembrando que elas podem ser armazenadas por até 2 dias. Se a viagem for um pouquinho mais longa e você não tiver uma máquina de lavar à sua disposição, pode fazer a lavagem das fraldas à mão. Em um hotel, por exemplo, é possível lavá-las no chuveiro ou até na pia do banheiro e estendê-las no box ou na sacada. Nesse caso, o modelo versátil é o ideal, pois seca super rápido.

Outra dica que vale para as duas situações é usar o Bioliner da Nós e o Davi. O forrinho facilita a troca, pois é só recolher tudo e jogar fora, e o processo de lavagem à mão.

Veja o que dizem mamães fraldeiras:

“Na primeira estava só com Anahi, lavava as fraldas no banho, estendia por todo canto mas rolou tranquilo. Fui pro Nordeste, então secou tranquilamente. Na segunda fui com duas filhotas, uma delas com 4 meses e só na FP, mas dessa vez eu me organizei entre as casas da família e lavei na máquina e fui estendendo onde ia, também no Nordeste. Foi muito mais tranquilo”. Camila Lima, mãe da Maria Clara, da Anahi e da Dandara.

“Fui a lugares onde tinha máquina de lavar. Uma vez me ferrei porque a pessoa usava amaciante e a máquina estava impregnada :((( eu sugiro levar fraldas de pull e dryfit pq lavam e secam beeeeem mais fácil e rápido. Ah, pra mim o absorvente perfeito para viagens é a fralda cremer! Seca de um dia pro outro mesmo no invernão! Lava muuuuito fácil e nunca precisa de lavagem profunda! Além de ser hipoalergenica e natural.” Gabriela Zucchi Corradi, mãe da Marina.

“Eu vivo em viagens e Rudá só usa fraldas de pano. Uso os absorventes de melton e fraldas cremer. Tem cerca de 24 fraldas, 40 abs e muitas cremes, mas geralmente, nem preciso de tudo isso. Eu já lavei fralda na água do rio, da bica, na máquina de lavar de alguém que me emprestou, no tanque, no balde. Ele geralmente faz um cocô por dia, ai vai direto pro banho de chuveiro e na sequência já tiro o excesso da fralda e depois termino de lavar.
Quando não temos chuveiro, guardo no saco impermeável e quando posso deixo um pouco de molho num balde e depois esfrego com as mãos e as vezes com escovas. Costumo lavar com melaleuca e bicarbonato de sódio, raramente um sabão de coco (de coco mesmo). Eu fico muito mais feliz quando consigo tirar e lavar na hora. Já fui pra lugares em que as fraldas demoraram quatro dias pra lavar, e nestes lugares, o tirou-lavou era técnica de sobrevivência mesmo, mas tem lugares que as fraldas secavam em duas horas. As fraldas de algodão são de longe as que demoram mais pra secar. E os absorventes de melton ou algodão demoram também, mas rola.” Catarine Dell Aquila, mãe do Rudá.

É super simples levar as fraldas para a viagem, manter o bebê confortável e mais saudável, além de economizar dinheiro e contribuir para um planeta mais sustentável.

“Lavei a fralda mais de uma vez e uma mancha insiste em não sair. O que fazer?”

A forma mais eficiente, simples, básica, natural e de graça é o nosso amado Sol. Deixar o lado da mancha virado para o Sol, normalmente, resolve boa parte das manchas. Essa dica é super prática!

Se mesmo depois da primeira exposição, a mancha não sair, não tem problema: a fralda está limpa! Você pode usá-la normalmente e colocá-la de novo ao Sol. Aos poucos, a mancha sairá.

Mais uma dica prática para facilitar a troca de fraldas

Ainda falando de manchas, o Bioliner, tão citado nesse post, auxilia muito nesse processo, pois protege o tecido do cocô e de eventuais pomadas. Outro grande benefício é facilitar a troca do bebê: o forrinho é colocado entre a fralda e a pele e, basicamente, é só embrulhar o cocô e descartar tudo na hora da troca. Assim, bem prático mesmo!

Gostou das nossas dicas? No nosso blog, você encontra diversas dicas sobre o dia a dia com as fraldas ecológicas.

Post atualizado em janeiro de 2022.

COMPARTILHAR

conteúdo por

Post anterior
Como é o dia a dia com as fraldas ecológicas?
Próximo post
Mas, e o cocô?

Leia também

Nenhum resultado encontrado.
Menu