A fralda ecológica impermeabilizou. E agora?
Fraldas Ecológicas

A fralda ecológica impermeabilizou! E agora?

Você estava num relacionamento sério e duradouro com sua fralda ecológica, com amor e respeito pela mãe natureza, até que… a fralda de pano impermeabilizou e está vazando! E agora? Adeus bebê sequinho com as fraldinhas de pano? Respira fundo e vem com a gente que isso tem solução!

Entenda a impermeabilização

A impermeabilização ocorre quando resíduos de algum produto — como, por exemplo, sabão em excesso, talco ou pomada — ficam no tecido interno da fralda de pano, formando um tipo de camada. Assim, quando o bebê faz xixi, o líquido acaba vazando, molhando toda a fralda e, consequentemente, a roupinha do neném.

Quer resolver esse problema? A gente te ensina aqui embaixo:

fralda ecológica impermeabilizou

Lavagem residual – Solução para a fralda ecológica que impermeabilizou

É possível “desempermeabilizar” a fralda de pano ou tirar o cheiro de xixi (que ocorre devido ao acúmulo de amônia nas fraldas e absorventes) com a lavagem residual. Ela é bastante simples: basta utilizar um shampoo anti resíduo (também conhecido como shampoo de limpeza profunda) ao invés de sabão e fazer a lavagem da fralda da mesma forma que você realiza normalmente. Sugerimos a quantidade de 1 colher de sopa cheia de shampoo cheia para meia maquinada e 2 colheres para uma maquinada cheia.

Para garantir uma lavagem ainda mais eficiente, você pode acionar o duplo enxágue da sua máquina para potencializar a limpeza. Por fim, basta estendê-las para secar (dica das fraldeiras: o sol é um tira manchas natural excelente!) e pronto: suas fraldinhas estão prontas para serem utilizadas normalmente!

Além disso, sugerimos que você realize a lavagem residual uma vez ao mês e/ou apenas quando houver necessidade. A prática frequente pode prejudicar a vida útil da fralda ecológica.

E aí, gostou das informações do post? Caso precise de alguma ajuda com as suas fraldas, pode entrar em contato com nossa equipe de atendimento. A gente vai tirar todas as suas dúvidas!

COMPARTILHAR

conteúdo por

Post anterior
Entre picos e saltos: por que o bebê não dorme mais?
Próximo post
Oito motivos para levar as crianças para a cozinha

Leia também

Menu