Consumo Consciente

Fraldas Ecológicas x Descartáveis: qual consome mais água?

Quando falamos em fraldas ecológicas, um questionamento muito comum que recebemos é: mas você não vai utilizar muita água para lavar as fraldas? Será que compensa?

Em primeiro lugar todo o processo de higienização das fraldas ecológicas é pensando para se adequar à rotina de cuidados com o vestuário do bebê, ou seja, com o hábito e uma organização mínima muito pouco do que você já faz lavando as roupas do seu bebê será acrescentado com a lavagem das fraldas. Elas podem ser lavadas juntamente com as demais peças e isso significa um aumento da quantidade de água, mas em números muito baixos.

Para entender melhor, o impacto do consumo de água no dia a dia, em relação a quem não utiliza as fraldas ecológicas, uma pesquisa informal nos grupos de usuárias de fraldas de pano no Facebook revela um acréscimo entre apenas 0% e 10% na conta de água após o início do uso das fraldas.

Por outro lado a produção de fraldas descartáveis abrange processos de fabricação tanto de derivados de celulose quanto de produtos têxteis e derivados de petróleo, já que elas são compostas de celulose, polipropileno, gel absorvente, fitas adesivas, poliéster, entre outros materiais. Uma pesquisa publicada em 2017 pela Agência Nacional de Águas (ANA) mostra que a fabricação de celulose e outras pastas para fabricação de papel está entre os cinco processos industriais que mais demandam uso de água.

Integram este grupo a fabricação e refino de açúcar, a fabricação de biocombustíveis, a fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel, o abate e fabricação de produtos de carne e a siderurgia  – juntos eles representam 65% do consumo total de água pela indústria.

Você pode estar se perguntando: “mas e a indústria têxtil, também não é responsável pelo consumo de água?”

Ainda de acordo com a pesquisa da ANA, a fabricação de produtos têxteis consome 1/5 da quantidade de água necessária para a produção de celulose e outras pastas para fabricação de papel, além de 1/6 da quantidade necessária para a produção de derivados do petróleo.

Por isso, podemos dizer que o processo industrial para a produção de insumos para fraldas de pano requer muito menos consumo de água do que o necessário para produção dos insumos e das próprias fraldas descartáveis.

Ou seja, se formos pensar de maneira global, o impacto das fraldas descartáveis no meio ambiente é de maneira geral muito mais “caro” do que o impacto financeiro causado pela lavagem das fraldas ecológicas no cotidiano.

É claro que precisamos nos preocupar no dia a dia com o consumo doméstico de água. Mas se formos analisar o consumo de água no mundo, veremos que outras atividades têm um peso muito maior na utilização deste recurso: em primeiro lugar está a agropecuária, com 70% do consumo de água, a seguir vem a indústria com 22% e somente em terceiro lugar está o uso doméstico, com 8%. 

Conseguimos ver aí que o vilão no uso de água no mundo não é o nosso consumo diário, mas sim o processo para a produção de alimentos e insumos pela agropecuária e pela indústria. Na indústria, a água exerce diversas funções no processo produtivo: como matéria-prima e reagentes, como solvente de substâncias sólidas, líquidas ou gasosas, na lavagem e retenção de materiais em misturas, como veículo de suspensão e em operações envolvendo transmissão de calor.

Veja a diferença no gráfico:

Com todas as informações, é nossa vez de perguntar: será que compensa continuar utilizando fraldas descartáveis?

Quer conhecer todas as opções e facilidades das novas fraldas ecológicas? Acesse a nossa loja!

Saiba mais sobre como otimizar a lavagem das fradas ecológicas no vídeo:

COMPARTILHAR

conteúdo por

Post anterior
Cinco dicas de presentes para gestantes
Próximo post
Nova coleção México, entenda porque ela foi feita por vocês

Leia também

Menu