Maternar e Paternar

Brincar é urgente! A importância do brincar na infância

Entenda porque brincar durante a infância é tão importante para um desenvolvimento saudável e positivo das crianças

Brincar é mais importante do que a gente imagina. Essa atividade tão comum às crianças traz diversos benefícios para o seu crescimento e desenvolvimento motor, cognitivo e emocional. É através das brincadeiras que os pequenos aprendem, exploram novos sentimentos, aprimoram sua comunicação e expressam seus sentimentos.

O direito ao brincar é, inclusive, assegurado às crianças pela lei. Segundo a Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada pela ONU:

1. Os Estados Partes reconhecem o direito da criança ao descanso e ao lazer, ao divertimento e às atividades recreativas próprias da idade, bem como à livre participação na vida cultural e artística.
2. Os Estados Partes devem respeitar e promover o direito da criança de participar plenamente da vida cultural e artística e devem estimular a oferta de oportunidades adequadas de atividades culturais, artísticas, recreativa e de lazer, em condições de igualdade.

Artigo 31 da Convenção sobre os Direitos da Criança

Ou seja: opções de lazer e atividades lúdicas devem ser oferecidas e asseguradas às crianças desde cedo.

Confira, a seguir, alguns dos vários benefícios das brincadeiras para o seu filho:

Socialização

De fato, a interação com outras pessoas é super importante para a socialização da criança. Através da brincadeira, os pequenos podem desenvolver essa característica, aprimorar sua capacidade de comunicação e também suas habilidades socioemocionais. Que tal convidar alguns filhos de colegas para um dia de brincadeiras junto com o seu pequeno? Também vale a pena marcar encontros em locais ao ar livre, onde as crianças podem curtir a natureza e brincar à vontade.

Ah, aqui no blog temos posts sobre como ensinar empatia para a criança pequena, além dicas para incentivar seu bebê a compartilhar. Dá uma conferida!

brincar na infância

Fortalecimento de vínculos

Quando você brinca com seu filho, vocês compartilham experiências e passam a se comunicar melhor. Essa também é uma ótima forma de mostra à criança que você a ouve e a compreende. Portanto, ao passarem mais tempo juntos, vocês irão fortalecer seus vínculos afetivos e ficarem cada vez mais próximos!

Criatividade

É através do brincadeira a criança pode colocar sua imaginação à tona. Proponha atividades lúdicas que estimulem sua criatividade e que o pequeno possa, inclusive, realizar sozinho (sempre com supervisão de algum familiar, claro). Aposte menos em eletrônicos (tablets e videogames, por exemplo) e mais em brincadeiras manuais, que também irão aprimorar o desenvolvimento motor do seu filho. Blocos de montar, massa de modelar, pintura e até brinquedos feitos de materiais recicláveis (montá-los já faz parte da diversão!) são ótimas opções.

Desenvolvimento físico

Sabemos que o sedentarismo vem crescendo cada vez mais entre as crianças e que ele pode causar diversos problemas de saúde. Sendo assim, uma ótima forma de estimular a atividade física entre as crianças é por meio das brincadeiras. De acordo com Juana Willumsen, especialista em obesidade infantil e atividade física da OMS, o que precisamos fazer “é trazer de volta a brincadeira para as crianças”. Portanto, vale apostar em jogos como queimada, esconde-esconde, amarelinha, corrida, brincadeiras com bola e outras atividades que gastem bastante energia.

Além disso, de acordo com estudos, as atividades físicas melhoram o sono da criança. Certamente uma ótima notícia pros pais, né?

Opções de brincadeiras para os bebês

Como já falamos neste post, cada fase do bebê é diferente. Por isso, é importante adequar as atividades para a sua idade.

Se você está em busca de brincadeiras com seu neném, temos várias sugestões aqui no blog. Para o verão ou dias mais quentes, por exemplo, sugerimos as brincadeiras com água (ainda bem que a Fralda Ecológica Versátil pode ser usada na água, né?).

Também temos o post “Brincando com o bebê no inverno”, com opções de brincadeiras para fazer dentro de casa.

Enfim, gostou do post? Para ler mais conteúdos sobre Maternar e Paternar aqui no blog, basta clicar aqui.

COMPARTILHAR

conteúdo por

Post anterior
Lista de presentes x vale-presente: qual a melhor opção para o meu chá de bebê?

Leia também

Menu